ENTRE EM CONTATO

(11) 5083-8222

   

BLOG

Quando procurar um Geriatra?

Os cuidados com a saúde são fundamentais para garantir uma boa qualidade de vida em todas as idades. No entanto, à medida que envelhecemos esses cuidados devem ser redobrados e oferecidos por profissionais que têm melhor preparo para lidar com o envelhecimento. O geriatra é um médico que tem pleno conhecimento das alterações orgânicas relacionadas ao processo do envelhecimento. Ele tem experiência em reconhecer tudo aquilo que faz parte do envelhecimento normal e, portanto, não precisa de tratamento; do mesmo modo, reconhece aquilo que foge ao esperado de um envelhecimento normal e que necessita de ser tratado prontamente. Esse pleno conhecimento sobre as mudanças sofridas pelo corpo à medida que se envelhece, reduz o risco de propor tratamentos, às vezes danosos e desnecessários, de alterações que são completamente normais e esperadas com o avançar da idade. A avaliação geriátrica engloba inúmeros aspectos que envolvem a vida do indivíduo. Avalia-se a parte clínica, como a maioria dos outros médicos, mas, também, avalia a parte afetiva, cognitiva (incluindo memória, atenção e outros domínios), ambiental, social, econômica, espiritual e funcional. Temos como objetivo maior não somente identificar doenças existentes, mas prevenir que novas apareçam, levando em consideração os riscos que cada idade ou cada estilo de vida oferece.

Mas quando procurar um geriatra? Existe uma idade específica?

Atualmente está bem definido que por volta dos 20 anos já se inicia modificações na estrutura do organismo relacionadas com o envelhecimento, como a eficiência do funcionamento cerebral e da composição corporal, principalmente relacionada à perda de massa muscular, bem como alterações cutâneas. Essas alterações são discretas e leves e não repercutem no bom funcionamento do organismo. No entanto, com o avançar da idade, as modificações senis do corpo aumentarão com uma velocidade maior e, por volta dos 60 anos, pode haver algum comprometimento das funções orgânicas. Sendo que o comprometimento do funcionamento ótimo do organismo depende não somente das alterações biológicas determinadas por fatores genéticos, mas, também, de fatores externos, que envolvem hábitos e estilo de vida, em sua maioria preveníveis.
Portanto, a procura do geriatra pode ser o quanto antes, se levarmos em consideração a proposta de medidas preventivas que garantam uma melhor qualidade de vida em qualquer fase da vida adulta.

Postado por Dra. Gisane Cavalcanti Duque

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *